Recomendação Bibliográfica Do Mês: A Bruxa De Portobello

| Comments

Mais uma recomendação para preencher os horários de ócio…

Como diria um amigo meu, tenhamos um ócio produtivo.

A recomendação deste mês tem o título de A Bruxa de Portobello.

Este é o novo título do renomado Paulo Coelho. Para quem não o conhece, se é que isso é possível, ele é o autor brasileiro que mais vendeu livros fora do Brasil. Foi consagrado por ser o autor do primeiro livro que vendeu mais do que a própria bíblia. Um de seus livros, O Alquimista, foi consagrado por um influente jornal de Portugal como o livro em língua portuguesa mais vendido no mundo. O autor também ocupa desde 2002 a cadeira de número 21 na Academia Brasileira de Letras.

A história é sobre a vida de uma filha de ciganos chamada Sherine Khalil que foi adotada por um casal de libaneses. A mesma mudou-se com seus pais adotivos para Londres por conta de uma guerra civil que estava iniciando no Líbano por volta de 1974-1975. Em Londres seu pai consegue se restabelecer muito bem com a família ao mesmo tempo em que a menina cresce e é educada da melhor forma possível. Ao menos estes eram os planos de seus pais.

Athena, como passou a ser conhecida posteriormente, um dia decide largar a faculdade e ter um filho aos 19 anos. Por alguns conflitos entre o casal acabam separando-se e a mesma decide conhecer novos locais bem como uma nova forma de viver  por conta das dificuldades encontradas e da ausência de sentido em sua vida.

Durante estas viagens conhece pessoas que posteriormente tornam-se Mestres e Discípulos desta que acabou despertando conhecimentos sobre uma antiga tradição que remonta os tempos pagãos nos quais o culto religioso era voltado à uma Deusa chamada de Grande Mãe.

Após atrair muitos seguidores a mesma é caçada e apontada como bruxa e adoradora de Satanás. Após tentar defender o direito de exercer a sua, bem como a de muitos outros, liberdade de culto, Athena passa por inúmeras críticas e acusações inclusive judiciais.

O fato é que os poderes despertados nela e que por sua vez são passados aos seus seguidores acabam moldando e mudando a vida de todos que a cercam de formas inusitadas.

A história, ao invés de ser uma simples narrativa do autor, acontece em forma de relatos que partem de vários personagens que tiveram contato com Athena. Paulo Coelho optou por utilizar esta metodologia para evitar que ele escrevesse a SUA visão de Athena. Optou por relatar apenas a visão daqueles que tinham constante contato com a mesma.

Uma leitura agradável e nem um pouco cansativa.

Segue breve sinopse retirada do site da livraria Saraiva.

“A Bruxa de Portobello”, novo livro de Paulo Coelho, trata das injustiças cometidas pela Igreja no período da inquisição. Além disso, traça um paralelo com a sociedade contemporânea, onde o medo da mudança e o conformismo muitas vezes determinam o curso de nossas vidas.

Abraços!

Comments