Assista Ao Documentário Sobre Aaron Swartz: O Menino Da Internet

| Comments

Informação é poder. Mas, como todo poder, há aqueles que querem mantê-la para si mesmos. O patrimônio cultural e científico do mundo, publicado ao longo dos séculos em livros e revistas, está cada vez mais szendo digitalizado e trancado por um punhado de corporações privadas. Enquanto isso, aqueles que foram bloqueados não estão em pé de braços cruzados. Eles estão bisbilhotando em buracos e escalando cercas libertando as informações trancadas pelos editores e compartilhando com seus amigos. Mas toda essa ação acontece no escuro, escondida no subterrâneo. É chamado de roubo ou pirataria, como se compartilhar uma riqueza de conhecimentos fosse o equivalente de saquear um navio e matar sua tripulação. Mas compartilhar não é imoral - é um imperativo moral. Só os cegos pela ganância se recusam a deixar um amigo fazer uma cópia. Não há justiça em seguir leis injustas. É hora de virmos para a luz e, na grande tradição de desobediência civil, declararmos a nossa oposição a este roubo privado da cultura pública.

Este é apenas um trecho do manifesto assinado por Aaron, entitulado “Manifesto do guerrilheiro ao acesso livre”.

Recentemente foi lançado um documentário de Brian Knappenberger sobre Aaron Swartz, o qual foi considerado um dos principais nomes da internet e luta pela liberdade de acesso ao conhecimento dos últimos anos.

Para quem ainda não sabe do que se trata, Aaron Swartz foi um dos criadores do RSS bem como do famoso site de notícias e debates Reddit.Após alguns anos lutando e enfrentando a justiça americana Aaron cometeu suicídio.

Aaron estava sendo condenado a cerca de 50 anos de prisão, bem como a pagar um montante superior a U$ 4 milhões em multas por querer tornar públicos os artigos acadêmicos e científicos que eram mantidos na base do JSTOR, o qual vendia o acesso a estes artigos que, na visão de Aaron, deveriam ser de domínio e acesso público.

Aaron sempre defendeu e lutou para que o conhecimento fosse de livre acesso a todos. Lutou tanto que acabou sendo covardemente perseguido e pressionado pelo governo americano, o que acabou por lhe deixar exausto, psicologicamente e financeiramente, ao ponto de ele desistir da luta ao invés de simplesmente “assumir” que estava errado e aceitar os “acordos” que lhe foram oferecidos pela justiça americana.

Seu crime? A curiosidade. A fome por conhecimento. Também a vontade de expor este conhecimento a todos que o desejassem.

Para quem por algum motivo ainda não conhece o recurso de legendas ou caption do YoutTube, caso a legenda do filme não apareça automaticamente, basta clicar no botão de legendas/caption, habilitando-o, conforme apresentado na imagem abaixo:

Link para o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=2uj1EeiuK5U

Abraços,

Comments